Montar um e-commerce não é tarefa fácil, mas nós podemos te ajudar!

 

O Digital Commerce Group - DCG - disponibliza abaixo uma ferramenta gratuita e exclusiva para quem está precisando planejar seu e-commerce do zero, ou para aqueles que querem dar um upgrade nos seus resultados.

Conheça o planejador de e-commerce do DCG 

através da metodologia dos 7 indicadores chave

Planeje seu e-commerce

Planeje através dos 7 indicadores chave

Estes são os indicadores vitais para sua loja. Ajuste os números abaixo e projete cenários de acordo com o seu negócio em um determinado período (mês, ano...).

Entenda como funciona


Quanto você pretende faturar com sua loja? Esta é uma informação importante e muitas vezes superestimada quando não se entende a relação entre as variáveis que a compõem. Seja realista e imagine uma meta alcançável considerando o seu segmento. Se você já tem uma loja esta informação pode ser obtida no histórico.
O faturamento real considera exclusivamente o valor dos pedidos que foram pagos. De todo o valor captado, uma parte fica no caminho. É o boleto que acaba não sendo pago, o cartão que é recusado… Se 35% não é confirmado, a sua taxa de conversão de pagamento é de 65%. Saiba como estimar


Este número não é o seu faturamento, mas indica o valor que deverá ter em estoque para poder gerar os pedidos necessários e atingir o faturamento esperado no final. Infelizmente uma parte dos pedidos não se confirma, devido a inúmeros fatores como desistência do cliente. Observe que este valor precisa ser maior do que seu faturamento, mesmo que sua taxa de conversão de pagamentos seja excelente.
Qual é o valor médio de um pedido na sua loja? Se as pessoas geralmente compram 3 produtos no valor de R$ 50,00, então o ticket médio é R$ 150,00Saiba como estimar

Aqui a conta é bem simples e já está feita: do número de visitas necessárias estimado, só a fatia (%) correspondente à taxa de conversão é que de fato vai virar um pedido captado.
Imagine que a cada 100 pessoas que entram na sua loja, 3 fecham um pedido. A taxa de conversão de visitas, nesse caso é de 3%. Saiba como estimar

Aqui está o número de pessoas que precisam visitar sua loja online em um período para atingir o faturamento esperado. Seja para pesquisar, comprar ou dar só uma fuçada. Saiba mais

Quer continuar de onde parou mais tarde, ou enviar para alguém seus resultados acima? Copie o link clicando abaixo

Ou então baixe o seu plano com os 7 indicadores acima, e receba um e-book sobre como montar um e-commerce.

Aguarde, seu download começa em instantes...

Loading...

Download finalizado.

Deseja conheçer mais e obter um acompanhamento profissional de um dos nossos especialistas em e-commerce?


Entre em contato

Entenda como funciona o e-commerce plan

 

Criado a partir da metodologia do diretor de Sucesso Online da DCG, Luiz Dias, o E-commerce Plan é uma forma de compilar o que você imagina para que irá faturar com sua loja virtual e, o que precisa ser ajustado para que seja alcançado esse resultado.

Como utilizar?

O E-commerce Plan serve para todas as pessoas que estão montando uma loja virtual, ou que estão em vias de replanejar seu negócio online. É uma forma de botar “no papel” o que você imagina que irá faturar com sua loja, e onde precisa mexer para chegar lá.

Ele funciona como o ambiente seguro de um laboratório ou sala de aula: enquanto projeta cenários, você não precisa investir nenhum centavo. Porém, para chegar até uma projeção de faturamento realista, é preciso combinar todos os indicadores de uma forma que faça sentido para seu negócio.

Comece buscando aquilo que você já sabe ou supõe. Não existe uma ordem rígida no preenchimento dos campos. Por exemplo, você pode iniciar com a estimativa de ticket médio, para logo em seguida estimar um número de visitas razoável. Quando faltar a noção dos números, basta seguir algumas indicações que damos junto a cada um dos indicadores nos balões, nos ícones de ou no botão Saiba como estimar.

Por que 7 indicadores?

Existem mais do que 7 indicadores que você pode olhar num e-commerce, mas esses são os que consideramos vitais e indispensáveis. Aqueles que a gente recomendaria levar para uma ilha deserta, se você pudesse escolher pouquíssimas coisas :)

Se você tem uma loja virtual e não está olhando para eles, provavelmente está negligenciando algo importante. Se está olhando para os 7 e outros além desses, muitos pontos para você!

Você configurou seu plano, e agora: como colocá-lo em prática?

Existe uma série de passos necessários para se montar um negócio de venda online. Um ou mais você já pode ter tomado. Ao baixar o plano, indicamos outras ações a tomar que podem influenciar positivamente os 7 indicadores.

E adiantando, outras dicas úteis e pertinentes a essa etapa:

  • Contrate fornecedores confiáveis. Para montar um e-commerce, é bem provável que você irá interagir com mais de uma empresa. Um fornecedor de plataforma de e-commerce, de serviços de entrega, de gateways de pagamento, agência digital, para citar alguns deles. Entre em contato conosco se está procurando indicações nesse sentido.
  • Prepare-se para a operação. Se ainda não tem experiência com venda digital, fica o nosso alerta: não basta colocar os produtos online e somente esperar que as vendas aconteçam. É um trabalho de melhoria constante. Se tem experiência com venda em loja física, pode ser uma experiência bem diferente.
  • Use o plano para captar recursos ou investimento. Se o plano serviu para mostrar que você precisa de recursos financeiros de que ainda não dispõe, utilize os números gerados nele (estão gravados no final do arquivo que você baixa aqui) como argumento racional junto a investidores em potencial.

Lista de coisas que o E-commerce Plan não fará por você.

Entendemos que esta ferramenta ajudará a pensar em várias coisas relevantes ao seu e-commerce. Mas não em todas. Eis algumas coisas que o E-commerce Plan por si só não poderá fazer:

  • Prever o futuro. O que ele faz é simular cenários possíveis a partir de determinadas “condições de temperatura”, para usar uma analogia meteorológica.
  • Construir um loja online. Existem empresas e ferramentas especializadas com esse fim. A empresa DCG, criadora do E-commerce Plan, é uma delas.
  • Dizer quantas pessoas você deve contratar ou quanto exatamente tem que investir. Algumas ações ficam implícitas a partir do indicadores, mas não poderíamos afirmar nada com maior precisão sem conhecer melhor o seu cenário. 

Quem criou o e-commerce plan?

Ele foi desenvolvido pela equipe da Digital Commerce Group, a partir da nossa experiência com dezenas de clientes. A partir de uma série de consultorias percebemos que os principais indicadores para gerir um e-commerce eram 7, relacionados entre si no formato de um funil. Sem negar que existem outros indicadores derivados, ou mais profundos, essa é uma forma didática e abrangente de se pensar um negócio online: quantas pessoas estão entrando? quanto estou faturando a partir disso? onde preciso mexer para melhorar?